Naufrágio do Príncipe de Astúrias completa 100 anos

23
fevereiro, 2016
Notícias
3159
visualizações
Ampliar
14
Ampliar!
Imprimir!
Opções do post

O maior naufrágio da costa brasileira está prestes a completar 100 anos. Trata-se do navio Príncipe de Astúrias, que afundou em 1916 na Ponta da Pirabura, em Ilhabela, e representou uma das maiores tragédias marítimas de todo o mundo.

Na ocasião, segundo os números oficiais, 445 pessoas morreram e apenas 143 sobreviveram, porém, estima-se que o número de vítimas seja ainda maior, ultrapassando mil mortos, já que o navio teria centenas de passageiros clandestinos viajando nos porões.

Para marcar o 1º centenário do naufrágio, a Prefeitura de Ilhabela e a Delegacia da Capitania dos Portos em São Sebastião – Marinha do Brasil realizarão no próximo dia 5 de março um cerimonial no mar em homenagem às vítimas. A solenidade será realizada a bordo de um navio da Marinha próximo à Ponta da Pirabura – local onde o navio naufragou em 5 de março de 1916 – e terá a parceria da Marina Igararecê, Yacht Club de Ilhabela, Sportmar Empório Náutico e Sociedade Amigos da Marinha (Soamar).

Além do lançamento da coroa de flores, outras embarcações acompanharão o navio da Marinha até a Ponta da Pirabura, que fica a extremo leste de Ilhabela. Estará presente no ato o neto de um tripulante sobrevivente, Isidor Prenafeta, autor do livro “El mistério de Príncipe de Asturias – El Titanic Español”.

Ainda como parte dos eventos que marcarão o centenário será lançado o livro “Ilhabela – Príncipe de Astúrias – Um Mistério entre Dois Continentes”, de autoria de Jeannis Michail Platon, mergulhador profissional e estudioso dos naufrágios na Costa Brasileira, baseado em investigações e no depoimento de Isidor Prenafeta. O livro traz informações sobre a história e revela importantes acontecimentos que antecederam o misterioso naufrágio. No Museu Náutico localizado no Parque da Usina “Prefeito Geraldo Junqueira”, na Água Branca, encontram-se várias peças recuperadas do Príncipe de Astúrias, além de uma réplica do navio.

Saiba mais sobre o naufrágio

O Príncipe de Astúrias foi um navio transatlântico construído para fazer a linha regular de passageiros e cargas entre Barcelona e Buenos Aires. Era considerado o transatlântico mais luxuoso da Espanha.

Em 5 de março de 1916, o navio se dirigia ao porto de Santos, fazendo sua sexta viagem à América do Sul. Chovia forte e a visibilidade era baixíssima, quando durante a madrugada, o navio bateu violentamente na laje submersa da Ponta da Pirabura. Pouco depois, o navio estava totalmente submerso.

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar.

Responda

aqui da pra colocar mais informações