22
Sep
2019
02
setembro, 2013
Notícias
1603
visualizações
Ampliar
14
Ampliar!
Imprimir!
Opções do post

porsche

Confira os resultados acumulados da terceira etapa da #CopaSuzukiJimny

ORC A – após 3 regatas
1º – Tangaroa (James Bellini) – 4 pontos perdidos (1+2+1)
2º – Lexus/Chroma (Luiz de Crescenzo) – 5 pp (2+1+2)
3º – Infinity (Haroldo Monteiro) 11 pp (4+4+3)

C30 – após 4 regatas
1º – Loyal (Marcelo Massa) – 6 pp (1+1+1+3)
2º – Caiçara Porsche (Marcos Cesar de Oliveira) – 10 pp (3+3+3+1)
3º – Barracuda (Humberto Diniz) – 10 pp (2+2+2+4)

HPE – após 5 regatas e 1 descarte
1º – Ginga (Breno Chvaicer) – 10 pp (1+1+1+[8]+7)
2º – Jimny/Bond Girl (Carlos Henrique Wanderley) – 11 pp (6+[8]+3+1+1)
3º – Ser Glass Eternity (Marcelo Bellotti) – 11 pp (2+3+[6]+4+2)

RGS A – após 3 regatas
1º – Jazz (Valéria Ravani) – 7 pp (2+3+2)
2º – Fram (Felipe Aidar) – 11 pp (6+1+4)
3º – Infinity (Haroldo Monteiro) – 11 pp (5+5+1)

RGS B – após 3 regatas
1º – Kanibal (Martin Bonato) – 4,5 pp (2+1,5+1)
2º – Asbar II (Sergio Klepacz) – 7,5 pp (1+1,5+5)
3º – Suduca (Marcelo Claro) – 8 pp (3+3+2)

RGS Cruiser – após 3 regatas
1º – Boccalupo (Claudio Melaragno) – 3 pp (1+1+1)
2º – Cocoon (Luiz Caggiano) – 7 pp (3+2+2)
3º – Charlie Bravo – 10 pp (2+3+5)

Crédito da foto: Cuca Sodré

TNT / Loyal e Ginga dominam primeiras regatas no retorno da Copa Suzuki Jimny

Loyal

Os dois veleiros venceram todas as regatas que disputaram neste sábado (1º/9), na competição organizada pelo Yacht Club de Ilhabela Ilhabela (SP) –

O vento leste com velocidade de 10 a 12 nós (mais de 20 km/h) superou a expectativa dos velejadores das 37 embarcações neste ensolarado sábado (1º/9), primeiro dia da terceira etapa da Copa Suzuki Jimny de vela ocânica, com sede no Yacht Club de Ilhabela.

Os destaques do dia nas classes ‘one design’ foram o TNT/Loyal com duas vitórias nas duas regatas da C30 e o Ginga, com 100% de aproveitamento nas três provas que disputou. O TNT/Loyal é o líder da classe com absoluta superioridade sobre os rivais. Em 13 regatas, soma doze vitórias, o que lhe dá uma vantagem confortável sobre o Barracuda, segundo colocado.

“Temos uma equipe que está formada há muito tempo. Dos sete tripulantes, cinco estão juntos há dez anos. Isso faz a diferença. O Bochecha chegou em 2008 para reforçar o time ainda mais”, justificou o comandante Marcelo Massa, referindo-se ao velejador olímpico André Fonseca, tático do TNT/Loyal, que recentemente ganhou o título da C30 na Rolex Ilhabela Sailing Week. Na segunda regata do dia, o Barracuda chegou a ameaçar o líder do campeonato.

Ambos velejaram casco a casco na primeira perna de popa, mas na hora de contornar a boia, não foi possível sustentar o duelo. “Andamos muito próximos do Loyal, tivemos velocidade. Mas nas manobras eles são mais eficientes. Estão velejando com experiência e seriedade”, conformou-se o também velejador olímpico do Barracuda, Fábio Pillar, reconhecendo a superioridade do adversário.

A HPE, por correr regatas mais rápidas devido ao percurso encurtado em relação às demais classes, foi a única que alinhou para três largadas no primeiro dia. Resultado: três vitórias do Ginga, que esboça reagir no campeonato, a exemplo do que fez para chegar ao título da Copa Suzuki Jimny em 2012, quando conquistou o bicampeonato. “Conseguimos uma bela recuperação. Sempre estivemos em terceiro ou quarto lugar na primeira boia. Nosso trajeto de popa foi muito forte e regular.

Nesse ponto levamos vantagem. Nosso objetivo é o campeonato, mas não esperávamos ganhar as três regatas”, afirmou o timoneiro Vicente Monteiro, morador de Ilhabela. O líder geral da HPE, Relaxa Next/Caixa, foi o segundo na classificação do primeiro dia da terceira etapa, seguido pelo SER Glass Eternity, terceiro colocado entre os 13 barcos que compõem a flotilha.

A Comissão de Regatas pretende dar apenas uma largada neste domingo (2/9) para todas as classes pontualmente ao meio dia, finalizando o primeiro dos dois finais de semana reservados à penúltima etapa da Copa Suzuki Jimny na temporada 2013.

Resultados do primeiro dia da terceira etapa:

ORC
1º – Lexus/Chroma (Luiz de Crescenzo) – 3 pontos perdidos (2+1)
2º – Tangaroa (James Bellini) – 3 pp (1+2)
3º – Orson Mapfre (Carlos Eduardo Souza e Silva 6 pp (3+3)

C30
1º – TNT/Loyal (Marcelo Massa) – 2 pp (1+1)
2º – Barracuda (Humberto Diniz) – 4 (2+2)
3º – Caiçara Porsche (Marcos Cesar de Oliveira) – 6 pp (3+3)

HPE
1º – Ginga (Breno Chvaicer) – 3 pp (1+1+1)
2º – Relaxa Next/Caixa (Roberto Mangabeira) – 10 pp (3+5+2)
3º – Ser Glass Eternity (Marcelo Bellotti) – 11 pp (2+3+6)

RGS-A
1º – Maria Preta (José Alberto Barretti) 5 pp (1+4)
2º – Jazz (Valéria Ravani) – 5 pp (2+3)
3º – Mussulo III (José Guilherme Caldas) 6 pp (4+2)

RGS-B
1º – Asbar II (Sergio Klepacz) – 3 pp (2+1)
2º – Kanibal (Martin Bonato) – 4 pp (2+2) 3º – Suduca (Marcelo Claro) – 6 pp (3+3) RGS-Cruiser 1º – Boccalupo (Claudio Melaragno) – 2 pp (1+1) 2º – Cocoon (Luiz Caggiano) – 5 pp (3+2)
3º – Charlie Bravo – 5 pp (2+3)

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar.

Responda

aqui da pra colocar mais informações