23
May
2019
05
julho, 2016
Notícias
2044
visualizações
Ampliar
14
Ampliar!
Imprimir!
Opções do post

Três provas com diferentes percursos abriram as competições de vela oceânica do maior evento náutico da América Latina neste domingo, dia 3

Começaram neste domingo, 3 de julho, as regatas de vela oceânica da 43ª Semana de Vela de Ilhabela. Com 135 barcos inscritos, o maior evento do segmento na América Latina iniciou, como já é tradicional, com três regatas de longo percurso – a Mitsubishi Alcatrazes por Boreste Marinha do Brasil (com 80 quilômetros de distância – 10 a menos que no ano passado), a Ilha de Toque-Toque por Boreste (45 quilômetros) e a regata Renato Frankenthal (35 quilômetros).

Navio Veleiro Cisne Branco na Semana de Vela de Ilhabela - Portal Ilhabela.com.br

Leia mais:

O belo navio-veleiro Cisne Branco, da Marinha do Brasil, esteve presente no Canal de São Sebastião durante todo o dia de regatas. A manhã nublada logo deu lugar a um belo domingo de sol em Ilhabela. Entre as dificuldades dos velejadores, a neblina, que prejudicou a visibilidade em alguns trechos da prova, e o pouco vento (aproximadamente 6 nós no início das provas, em torno de 10h da manhã) – bem diferente de 2015, quando os fortes ventos resultaram em muitas desistências e quebras em diversos veleiros.

A regata de Alcatrazes levou para água os barcos das classes ORC, IRC, BRA-RGS A e B e RGS SILVER. Como medida adicional de proteção ambiental, o percurso deste ano sofreu uma pequena alteração: ao invés de contornar a ilha de Alcatrazes, as embarcações fizeram o retorno passando pela Ilha de Sapata, o que encurtou o percurso em 10km. O Fita Azul (primeiro veleiro a completar a regata) foi o Sorsa III, da classe ORC.

A cobertura completa da Semana de Vela você acompanha no Ilhabela.com.br, é só clicar aqui

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar.

aqui da pra colocar mais informações