19
Jul
2019

Orcas são avistadas por moradores e turistas em Ilhabela-SP

13
agosto, 2018
Dicas
2487
visualizações
Ampliar
14
Ampliar!
Imprimir!
Opções do post

Pesquisadores estimam que cerca de 60 a 70 orcas já foram vistas no canal de São Sebastião desde junho desse ano

No dia 10 de agosto, sexta-feira, foi avistada uma família composta de sete ou oito orcas, entre filhotes e adultos, em Ilhabela, litoral norte de São Paulo. Moradores e turistas que estavam no canal de São Sebastião se encantaram com a aparição, que aconteceu à tarde, por volta das 15h se estendendo até à noite, tendo nadado por várias horas nas proximidades da Praia do Curral, a cerca de 150m da orla.

Baleia Orca em Ilhabela (Imagem: Manuel Albaladejo do Instituto Argonauta)

Baleia Orca em Ilhabela (Imagem: Manuel Albaladejo do Instituto Argonauta)

Três horas antes de serem avistadas em Ilhabela, uma delas foi avistada na região sul do arquipélago. Por volta de 12:30 entrou no canal e, em seguida, circulou pela rota das balsas, no sentido Ubatuba. Pesquisadores estimam que cerca de 60 a 70 orcas já foram vistas no canal de São Sebastião desde junho desse ano. Ambientalistas desconhecem os fatores que estão provocando o deslocamento desse número incomum de animais. Uma das explicações possíveis é o fato das orcas usarem o litoral norte como rota para chegar ao litoral Abrolhos-BA, onde se reproduzem.

As orcas pertencem ao gênero Orcinus e são superpredadores versáteis, que tem por dieta peixes, moluscos, tartarugas, aves e animais de grande porte, especialmente quando caçando em grupo, chegando a pesar cerca de 9 toneladas. Apesar de serem chamadas de baleias assassinas (Killer Whales) – muito em função de filmes do cinema americano – as mesmas não são consideradas como baleias, por serem parentes dos golfinhos. De vida social complexa, as orcas tem extensas famílias, comunicam-se através de sons e, geralmente, viajam em formações ocasionalmente visíveis na superfície, podendo ser encontradas em todos os oceanos.

Baleia Orca em Ilhabela (imagem: Pixabay)

(imagem: Pixabay)

Em julho, um grupo de orcas surgiu na região de Ilhabela e um de seus indivíduos tinha uma rede de pesca enroscada no focinho e em parte do corpo. Tal fato preocupou os ambientalistas pois, sem pensarem nos riscos à estrutura desses animais, proprietários de barcos e turistas, ao tentarem ajudar a orca, seguiram e bloquearam o caminho do grupo, durante horas, para que a rede fosse retirada. Entretanto, o esforço foi em vão, tanto pela demora no socorro, quanto pela agitação causada pelas pessoas ao tirarem “selfies” com os animais.

A aproximação de embarcações, sob o objetivo de avistarem os grupos marinhos, constitui crime ambiental. Avistar as baleias ao longe é a melhor forma de compartilhar de momentos encantadores, sem prejudicá-las.

Turismo ambiental e ecológico deve ser feito com consciência e bom senso.

Ilhabela tem cantos e recantos escondidos, por que não desvendá-los? Vamos pra Ilhabela? Hurb – Valorizamos o que importa: Você!

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar.

Responda

aqui da pra colocar mais informações