21
Nov
2017
09
maio, 2016
Página
5796
visualizações
Ampliar
14
Ampliar!
Imprimir!
Opções do post

parque

Com árvores de 20 a 30 metros de altura e muitas epífitas ( bromélias, caraguatás e orquídeas) o Parque reserva uma floresta densa, onde pode ser observado a vida de todo ecossistema e seus recursos naturais.
cachoeira
Criado pelo Decreto Estadual 9.414 de 20 de janeiro de 1977 o Parque Estadual de Ilhabela preserva uma das maiores áreas de floresta inclusas nos 3% do que ainda resta da Mata Atlântica do estado de São Paulo.

Observar atentamente a natureza numa ilha oceânica é entender um pouco a evolução da vida sobre a Terra. Praias exuberantes. Cristas e picos de montanhas com mais de 1300 metros de altitude cobertos de floresta. Milhares de córregos e riachos que se lançam pelas encostas em mais de 250 cachoeiras de todos os tamanhos. Rios que serpenteiam a planície litorânea formando manguezais em busca do mar. Ilhas, grandes e pequenas, ilhotas e lajes que abrigam uma rica e diversificada flora e fauna. Todos esses cenários podem ser desfrutados no Parque Estadual de Ilhabela.
caste
O Parque Estadual de Ilhabela caracteriza-se por ser um parque-arquipélago, com uma área de 27.025ha, englobando um total de 12 ilhas, 2 ilhotes e 2 lajes.

Na Ilha de São Sebastião, os limites são definidos por cotas altimétricas que variam de 200m (na região ao longo do canal de São Sebastião), 100m (a partir da Ponta da Sela ao sul e Ponta das Canas ao norte) e a 0m (a medida que se aproxima da Ponta do Boi).

As demais ilhas do arquipélago estão integralmente inseridas nos limites do Parque. Os ecossistemas presentes, tais como a Mata Atlântica, a restinga e os manguezais abrigam centenas de espécies de mamíferos, répteis e aves, muitas delas endêmicas como o rato cururuá e outras em processo de extinção.

O Parque Estadual conta com um conselho consultivo formado desde 2004, no qual reunem-se representantes de vários segmentos da sociedade, setor público e comunidades caiçaras, para juntos discutirem a gestão e o manejo da UC.

Os 27.025 hectares do Parque englobam 85% do município de Ilhabela, a Ilha de São Sebastião, sede do município, as ilhas de Búzios, da Vitória entre outras que compõem o arquipélago que integram a rede de Unidades de Conservação administrada pela Secretaria do Meio Ambiente através do Instituto Florestal.

Parque Estadual de Ilhabela: Refúgio de vida selvagem

A ilha de São Sebastião, a maior do arquipélago, apresenta um relevo bastante acentuado, com destaque para os picos do Baepi, com 1025 metros, o do Papagaio, com 1037 metros e o de São Sebastião, com 1379 metros. Essas grandes formações formam uma barreira para os ventos carregados que vêm do mar. Por essa razão, o clima da região é o tropical úmido, com grande ocorrência de chuvas.

A Mata Atlântica e seus ecossistemas associados, como a restinga e o mangue, abrigam centenas de mamíferos como o macaco-prego, o caxinguelê e a cada vez mais rara jaguatirica. Tucano, maritaca, tiê-sangue, macuco, gavião-pega-macaco, apuim-das-costas-amarelas, jacu e jacutinga, entre outros pássaros, compõem a avifauna do Parque. Algumas espécies são endêmicas (só existem nesse ecossistema), como o cururuá, um rato peludo que vice na restinga de Ilhabela. O arquipélago serve também de refúgio para espécies de aves migratórias que lá encontram pousada e alimento, durante o intervalo de grandes jornadas que realizam todos os anos.

Riqueza Cultural

canoa
Além do patrimônio natural, Ilhabela preserva a riqueza da cultura caiçara. Resultado do contato entre diferentes povos-europeus, indígenas e negros- a cultura caiçara se manifesta na arquitetura das casas, no artesanato, nas embarcações de pesca e nas festas populares como a Congada de São Sebastião e outras manifestações folclóricas animadas pela “cirandinha” e “quebra-chiquinha”.

Uma trilha de cachoeiras

cach
Antigos caminhos usados pelos caiçaras levam a todos os cantos da Ilha

Na área do Parque está implantada a Trilha da Água Branca, com 2.145 metros de extensão. A Estrada dos Castelhanos é a referência desta trilha de dificuldade média. Como atrativos, o visitante observa a riqueza da vegetação da Mata Atlântica como a figueira, pau-jacré, guapuruvu, manacá-da-serra, e quaresmeira. Um pouco de sorte e inúmeras espécies de pássaros, como o tangará, o trinca-ferro, a araponga e o pica-pau podem seer observados, como também o caxinguelê, uma espécie de esquilo que se alimenta de sementes.

Mas as cachoeiras e as piscinas naturais de águas cristalinas são o grande espetáculo e um convite irresistível ao visitante. O poço da Pedra é a primeira delas, que fica a pouco mais de 100 metros do início da trilha. A 500 metros fica o Poço da Escada e, na sequência, a ducha e o tobogã. O poço do Jabuti é a última das piscinas a 1400 metros do começo da caminhada.

O que é um Parque Estadual?

É uma área geográfica delimitada, dotada de atributos naturais excepcionais, objeto de preservação permanente. Os Parques Estaduais destinam-se a fins científicos, culturais, educativos e recreativos, constituindo-se bens do Estado e destinado ao uso do povo. O objetivo principal de um Parque Estadual é a preservação dos ecossistemas e da diversidade geográfica.

O que é um Plano de Gestão Ambiental?

Elaborados com a participação da comunidade local, de representantes dos municípios, de cientistas, de ONG’s (Organização não Governamental), ambientalistas e de instituições diversas, os Planos de Gestão Ambiental são processos dinâmicos, interativos e participativos para a definição do que se quer de uma Unidade de Conservação, dentro dos limites e diretrizes legais. O zoneamento, os programas de educação ambiental e ecoturismo, a pesquisa e a conservação dos ecossistemas, são estratégias de ação que buscam conciliar conflitos e assegurar sustentabilidade ecológica, econômica e social de uma Unidade de Conservação.

Recursos para o Parque Estadual de Ilhabela

O Parque Estadual de Ilhabela é uma das Unidades de Conservação que integram o Projeto de Preservação da Mata Atlântica, PPMA. Executado através de uma parceria entre a Secretaria do Meio Ambiente de São Paulo e o banco alemão KFW e inserido no Programa de Conservação Financeira Brasil Alemanha, o projeto está investindo recurso na fiscalização, implantação e consolidação das Unidades de Conservação assim como no apoio aos programas de educação ambiental.

No Parque de Ilhabela, os recursos aplicados na aquisição de veículos e equipamentos, sistemas de comunicação e treinamento de pessoal estão melhorando a qualidade das ações de fiscalização e outras atividades. A elaboração do Plano de Gestão Ambiental para o Parque é uma das principais metas do PPMA.

Principais Atrativos

O Parque Estadual de Ilhabela oferece aos visitantes diversas atividades como caminhada em trilhas de diferentes níveis, subida à pico e mirantes com vistas panorâmicas, observação de fauna e flora, banho em cachoeiras e piscinas naturais, além de dar acesso à comunidades tradicionais caiçaras, que preservam sua rica cultura na arquitetura de suas casas, artesanato, modo de vida e tradições.

Visitas

A trilha da Água Branca é sinalizada em toda a sua extensão. Para grupos organizados, o Parque pode colocar monitores mediante agendamento prévio. As visitas devem ser marcadas pelo telefone (12) 3896-2585. O limite diário de veículos permitidos no Parque Estadual de Ilhabela é de: 65 jipeiros, 42 particulares e 60 motos. O acesso de ciclistas e pedestres é livre.

O horário permitido para passar no sentido Centro-Castelhanos é das 7h as 14h. O retorno é a partir das 15h e é preciso sair do Parque até as 18h (ou até as 19 no horário de verão).

 

Cachoeiras - Ecoturismo IlhabelaCACHOEIRAS

Conheça cachoeiras de Ilhabela

Que tal um banho de cachoeira? Em Ilhabela, dá pra escolher uma cachoeira diferente para cada dia do ano, isso mesmo, são 365 cachoeiras em toda a ilha. A maioria fica no Parque Estadual de Ilhabela.

 

Trilhas - Ecoturismo IlhabelaTRILHAS

Conheça as trilhas de Ilhabela

Ilhabela tem diversas trilhas para quem curte trekking na natureza. A maior parte delas fica no Parque Estadual, onde é possível observar os pássaros e curtir a maior reserva de Mata Atlântica do planeta.