21
novembro, 2016
Cultura
778
visualizações
Ampliar
14
Ampliar!
Imprimir!
Opções do post

Compare fotos históricas e atuais de pontos populares da ilha e veja o que mudou. Ilhabela antes e depois.

Por Alessandra Stefani

Quando o assunto é Ilhabela, você já reparou que em vez de Vila, muitas vezes se fala em “Centro Histórico” e não só em “Centro”? É que lá ficam patrimônios preservados da cidade, cheios de história de um tempo em que Ilhabela nem se chamava assim.

Ilhabela em 1920 (Acervo Prefeitura de Ilhabela/Secretaria Municipal de Cultura)

Ilhabela em 1920 (Acervo Prefeitura de Ilhabela/Secretaria Municipal de Cultura)

Mas como ela era antigamente? O que mudou? Para responder essas perguntas, batemos um papo com o escritor ilhabelense Edson Souza e separamos algumas fotos antigas e atuais que mostram as diferenças. Pra quem já vinha pra Ilhabela há muitos anos, essa matéria vai trazer boas lembranças. E pra quem conheceu a ilha só mais recentemente, muitas descobertas! Veja Ilhabela antes e depois.

Antiga “porta de entrada” da cidade

Píer da Vila em Ilhabela (Acervo Prefeitura de Ilhabela/Secretaria Municipal de Cultura)

Píer da Vila em Ilhabela (Acervo Prefeitura de Ilhabela/Secretaria Municipal de Cultura)

Vista lateral do Píer da Vila em Ilhabela (Imagem: Arquivo Pessoal / Cristina Morgato)

Vista lateral do Píer da Vila em Ilhabela (Imagem: Arquivo Pessoal / Cristina Morgato)

O Píer da Vila foi construído por volta de 1940. Numa época em que a balsa nem existia, este “pontão”, como era chamado o píer de madeira antigamente, costumava receber lanchas. Um avanço se comparado aos séculos anteriores, quando, sem nenhum píer ou atracadouro, gente e mercadoria eram desembarcadas na areia mesmo.

Píer da Vila

Píer da Vila em 1940 (Acervo Prefeitura de Ilhabela/Secretaria Municipal de Cultura)

Píer da Vila em 1940 (Acervo Prefeitura de Ilhabela/Secretaria Municipal de Cultura)

Píer da Vila atualmente (Imagem: Arquivo Pessoal/Alessandra Stefani)

Píer da Vila atualmente (Imagem: Arquivo Pessoal/Alessandra Stefani)

Onde hoje fica o comércio do Píer da Vila, com restaurante e loja, funcionava um dos primeiros hotéis da ilha. A foto de 1940 mostra o prédio com o Morro Cantagalo ao fundo.

Praça Coronel Julião de Moura Negrão

Vista Praça Coronel Julião de Moura Negrão antigamente (Acervo Prefeitura de Ilhabela/Secretaria Municipal de Cultura)

Vista Praça Coronel Julião de Moura Negrão antigamente
(Acervo Prefeitura de Ilhabela/Secretaria Municipal de Cultura)

Matriz de Ilhabela ao lado do antigo Forum e Cadeia (Imagem: Arquivo Pessoal/Alessandra Stefani)

Matriz de Ilhabela ao lado do antigo Forum e Cadeia (Imagem: Arquivo Pessoal/Alessandra Stefani)

Ao fundo da praça, do lado direito, a antiga Câmara e Cadeia. Do outro, a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Ajuda e Bom Sucesso. Originalmente uma capela que começou a ser construída no século XVII, com concha, pedra e óleo de baleia, ela ficou com a cara que a gente conhece hoje lá por 1950, com o trabalho do escultor Alfredo Oliani.

Rua da Padroeira

Rua da Padroeira antigamente (Acervo Prefeitura de Ilhabela/Secretaria Municipal de Cultura)

Rua da Padroeira antigamente (Acervo Prefeitura de Ilhabela/Secretaria Municipal de Cultura)

Rua da Padroeira em Ilhabela atualmente (Imagem: Arquivo Pessoal/Alessandra Stefani)

Rua da Padroeira em Ilhabela atualmente (Imagem: Arquivo Pessoal/Alessandra Stefani)

Via larga, é o principal acesso para quem chega à Vila. No canto direito da foto, dá para ver um pedaço da construção da atual Sede e Centro de Interpretação Ambiental do Parque Estadual Ilhabela, um espaço com exposição aberta ao público. O lugar, que um dia foi a Câmara e a Cadeia da ilha, passou a abrigar mais tarde o Fórum (na andar de cima) e a Cadeia (no térreo).

Canhões próximos ao Píer da Vila

Canhões da artilharia portuguesa em Ilhabela (Acervo Prefeitura de Ilhabela/Secretaria Municipal de Cultura)

Canhões da artilharia portuguesa em Ilhabela (Acervo Prefeitura de Ilhabela/Secretaria Municipal de Cultura)

Canhões perto do Píer da Vila (Imagem: Arquivo Pessoal/Alessandra Stefani)

Canhões perto do Píer da Vila (Imagem: Arquivo Pessoal/Alessandra Stefani)

Canhões da artilharia imperial portuguesa do século XVI que foram estrategicamente colocados na Vila, de frente para o Canal de São Sebastião, conhecido como Toque-Toque. O objetivo era proteger Ilhabela da invasão de piratas e corsários.

Avenida Dona Germana, 85

Hotel Bela Vista em 1940 (Acervo Prefeitura de Ilhabela/Secretaria Municipal de Cultura)

Hotel Bela Vista em 1940 (Acervo Prefeitura de Ilhabela/Secretaria Municipal de Cultura)

Casa da Princesa (Imagem: Arquivo Pessoal/Alessandra Stefani)

Casa da Princesa (Imagem: Arquivo Pessoal/Alessandra Stefani)

Em frente à praia ficava o antigo Hotel Bela Vista. A vista que se tem do mirante de pedra ao lado do casarão talvez explique a escolha do nome. Em 1941, ele foi reformado e passou a ser a casa de veraneio da família Corrêa. Até hoje, a arquitetura de lá chama a atenção: as janelas são assimétricas. São três de um lado e quatro do outro. O lugar é conhecido como Casa da Princesa.

Rua Dr. Carvalho, 80

Rua Dr Carvalho 80 em Ilhabela (Acervo Prefeitura de Ilhabela/Secretaria Municipal de Cultura)

Rua Dr Carvalho 80 em Ilhabela (Acervo Prefeitura de Ilhabela/Secretaria Municipal de Cultura)

Secretaria da Cultura de Ilhabela (Imagem: Arquivo Pessoal/Alessandra Stefani)

Secretaria da Cultura de Ilhabela (Imagem: Arquivo Pessoal/Alessandra Stefani)

Neste casarão da rua Dr. Carvalho havia um mercado de frutas, um dos armazéns mais frequentados da Vila. Isso foi na década de 1950. Mais tarde, ali funcionou a Prefeitura Municipal e, hoje em dia, a sede da Secretaria da Cultura.

Gostou de ver Ilhabela antes e depois? Tem fotos antigas da Ilha? Compartilhe com a gente! 😉

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar.

aqui da pra colocar mais informações