18
setembro, 2012
Dicas da Ilha
4950
visualizações
Ampliar
14
Ampliar!
Imprimir!
Opções do post

aventura

DICAS PARA VOCÊ FICAR POR DENTRO DOS MELHORES PROGRAMAS QUE A ILHA OFERECE

Passar o dia na praia Jabaquara, a 15 km do centro, no sentido norte. Parte da estrada é de terra, mas sempre bem conservada. Praia nota 10, com restaurantes e bares na areia para você ficar largadão o dia todo. Não esqueça o repelente.

Caminhada e banho de cachoeiras na Trilha da Água Branca, dentro do Parque Estadual de Ilhabela, mata Atlântica exuberante e várias opções de banho ao longo da trilha. Trilha com infra estrutura para levar a família, bancos, mesas para piquenique, painéis interpretativos e torre de observação de pássaros. Fica na estrada de acesso à Praia de Castelhanos, junto à guarita de entrada do Parque, 03 km de terra a partir do bairro da Água Branca. Não esqueça o repelente.
Ja para ir a Praia de Castelhanos de carro próprio, é melhor você consultar as condições da estrada pelo telefone (12) 3896-2660

A ilha é uma perdição para quem gosta de frutos do mar, camarões, lulas, mexilhões, polvos, peixes e etc. Iniciar a peregrinação pelos bares e restaurantes da Praia do Curral, local de paquera e cerveja bem gelada. Destaque para o Bar e Restaurante Papagaio, Embarcação Badito e o recém inaugurado Via Marina Iate Bar lugar sofisticado com excelente serviço de bar.

Para a galera jovem, a pedida são as Praias da Armação e do Pinto, no norte da ilha, point de gente bonita, esportes náuticos. Um ótimo local para você saber o que vai rolar a noite na ilha e aprender a velejar na Escola de Vela BL3.

Ver o por do sol nas praias do sul da ilha, em especial, Praia Grande, Curral e do Julião, o sol, no verão se poe no mar. Privilegio somente para quem está numa ilha.

A praia de Castelhanos é considerada uma das 10 mais belas do Brasil, uma hora de carro 4X4, atravessando a ilha pelo Parque Estadual. Uma dica é a opção de ir de Jeep ou de barco porque a estrada é muito ruim. Bares e Restaurantes na beira do mar não vão deixar você com fome. Uma pedida é o Bar do Fernandinho, no canto esquerdo da praia, se tiver, peça uma porção de camarão sete barba, ou do lado direito o Bar 4 X 4 onde além das porções você tem comida caseira a preço acessível e sabor de deixar saudades. Não esqueça, de jeito nenhum, de levar o repelente e trazer seu lixo de volta,

Para a galera mais radical, 04 horas de caminhada até a Praia do Bonete. Seguir até o extremo norte da ilha, Ponta da Sepituba(final da estrada) local particular para estacionamento de veículos. É legal passar a noite no Bonete, acomodações na Pousada Canto Bravo e Pousada Porto Bonete ou em casas de caiçaras. Dependendo das condições do mar, você pode voltar em canoa caiçara.

Para quem gosta, mergulho em naufrágios, são mais de 30 ao longo da costa sul da ilha. Para mergulhadores iniciantes, o cargueiro Aymoré, afundado próximo a Praia do Curral, é uma boa opção devida a baixa profundidade e próximidade da costeira. Outro lugar legal para mergulhar é o Parque Marinho Municipal ao redor da Ilha das Cabras, em frente á praia das Pedras Miúdas, em ambos os locais, basta mascara, pé de pato e snorkel.

Passear pela vila, no inicio da noite, tomar um café, saborear um sorvete na Sorveteria Rocha, curtir uma pizza com um chopp gelado e compras básicas nas lojas dos vários shoppings existentes.

Bike: se você curte, traga a sua. Vários trechos da ilha, entre o Perequê e a vila, possue ciclovia. Uma boa pedida é um passeio a partir da vila em direção ao norte, passando por praias maravilhosas até a Ponta das Canas(30 min.) em asfalto e a partir daí em terra até a praia da Pacuiba e Jabaquara(+ 30 min.). O mesmo percurso pode e deve ser utilizado para caminhadas, se cansar, ônibus circulares de hora em hora.

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar.

Responda

aqui da pra colocar mais informações