anuncie-aqui
Banner template Dicas

logo ilhabela gd3 camera search ilhabela Fa Club Ilhabela  
parque-estadual-de-ilhabela
FacebookTwitterGoogle Bookmarks

parqueCom árvores de 20 a 30 metros de altura e muitas epífitas ( bromélias, caraguatás e orquídeas) o Parque reserva uma floresta densa, onde pode ser observado a vida de todo ecossistema e seus recursos naturais.


cachoeira
Criado pelo Decreto Estadual 9.414 de 20 de janeiro de 1977 o Parque Estadual de Ilhabela preserva uma das maiores áreas de floresta inclusas nos 3% do que ainda resta da Mata Atlântica do estado de São Paulo.

Observar atentamente a natureza numa ilha oceânica é entender um pouco a evolução da vida sobre a Terra. Praias exuberantes. Cristas e picos de montanhas com mais de 1300 metros de altitude cobertos de floresta. Milhares de córregos e riachos que se lançam pelas encostas em mais de 250 cachoeiras de todos os tamanhos. Rios que serpenteiam a planície litorânea formando manguezais em busca do mar. Ilhas, grandes e pequenas, ilhotas e lajes que abrigam uma rica e diversificada flora e fauna. Todos esses cenários podem ser desfrutados no Parque Estadual de Ilhabela.
caste
O Parque Estadual de Ilhabela caracteriza-se por ser um parque-arquipélago, com uma área de 27.025ha, englobando um total de 12 ilhas, 2 ilhotes e 2 lajes.

Na Ilha de São Sebastião, os limites são definidos por cotas altimétricas que variam de 200m (na região ao longo do canal de São Sebastião), 100m (a partir da Ponta da Sela ao sul e Ponta das Canas ao norte) e a 0m (a medida que se aproxima da Ponta do Boi).

As demais ilhas do arquipélago estão integralmente inseridas nos limites do Parque. Os ecossistemas presentes, tais como a Mata Atlântica, a restinga e os manguezais abrigam centenas de espécies de mamíferos, répteis e aves, muitas delas endêmicas como o rato cururuá e outras em processo de extinção.

O Parque Estadual conta com um conselho consultivo formado desde 2004, no qual reunem-se representantes de vários segmentos da sociedade, setor público e comunidades caiçaras, para juntos discutirem a gestão e o manejo da UC.

 


Os 27.025 hectares do Parque englobam 85% do município de Ilhabela, a Ilha de São Sebastião, sede do município, as ilhas de Búzios, da Vitória entre outras que compõem o arquipélago que integram a rede de Unidades de Conservação administrada pela Secretaria do Meio Ambiente através do Instituto Florestal.

Refúgio de vida selvagem

A ilha de São Sebastião, a maior do arquipélago, apresenta um relevo bastante acentuado, com destaque para os picos do Baepi, com 1025 metros, o do Papagaio, com 1037 metros e o de São Sebastião, com 1379 metros. Essas grandes formações formam uma barreira para os ventos carregados que vêm do mar. Por essa razão, o clima da região é o tropical úmido, com grande ocorrência de chuvas.

A Mata Atlântica e seus ecossistemas associados, como a restinga e o mangue, abrigam centenas de mamíferos como o macaco-prego, o caxinguelê e a cada vez mais rara jaguatirica. Tucano, maritaca, tiê-sangue, macuco, gavião-pega-macaco, apuim-das-costas-amarelas, jacu e jacutinga, entre outros pássaros, compõem a avifauna do Parque. Algumas espécies são endêmicas (só existem nesse ecossistema), como o cururuá, um rato peludo que vice na restinga de Ilhabela. O arquipélago serve também de refúgio para espécies de aves migratórias que lá encontram pousada e alimento, durante o intervalo de grandes jornadas que realizam todos os anos.

Riqueza Cultural
canoa
Além do patrimônio natural, Ilhabela preserva a riqueza da cultura caiçara. Resultado do contato entre diferentes povos-europeus, indígenas e negros- a cultura caiçara se manifesta na arquitetura das casas, no artesanato, nas embarcações de pesca e nas festas populares como a Congada de São Sebastião e outras manifestações folclóricas animadas pela "cirandinha" e "quebra-chiquinha".

Uma trilha de cachoeiras

cach
Antigos caminhos usados pelos caiçaras levam a todos os cantos da Ilha

Na área do Parque está implantada a Trilha da Água Branca, com 2.145 metros de extensão. A Estrada dos Castelhanos é a referência desta trilha de dificuldade média. Como atrativos, o visitante observa a riqueza da vegetação da Mata Atlântica como a figueira, pau-jacré, guapuruvu, manacá-da-serra, e quaresmeira. Um pouco de sorte e inúmeras espécies de pássaros, como o tangará, o trinca-ferro, a araponga e o pica-pau podem seer observados, como também o caxinguelê, uma espécie de esquilo que se alimenta de sementes.

Mas as cachoeiras e as piscinas naturais de águas cristalinas são o grande espetáculo e um convite irresistível ao visitante. O poço da Pedra é a primeira delas, que fica a pouco mais de 100 metros do início da trilha. A 500 metros fica o Poço da Escada e, na sequência, a ducha e o tobogã. O poço do Jabuti é a última das piscinas a 1400 metros do começo da caminhada.

Visitas

A trilha da Água Branca é sinalizada em toda a sua extensão. Para grupos organizados, o Parque pode colocar monitores mediante agendamento prévio. As visitas devem ser marcadas pelo fone/fax (012) 3896-2660. O horário de visitação é das 9:00 às 16:30 horas. O endereço da sede administrativa do Parque é: Rua do Morro da Cruz, 608 – Bairro do Itaguaçú., Ilhabela CEP 11630-000.

O que é um Parque Estadual?

É uma área geográfica delimitada, dotada de atributos naturais excepcionais, objeto de preservação permanente. Os Parques Estaduais destinam-se a fins científicos, culturais, educativos e recreativos, constituindo-se bens do Estado e destinado ao uso do povo. O objetivo principal de um Parque Estadual é a preservação dos ecossistemas e da diversidade geográfica.

O que é um Plano de Gestão Ambiental?

Elaborados com a participação da comunidade local, de representantes dos municípios, de cientistas, de ONG’s (Organização não Governamental), ambientalistas e de instituições diversas, os Planos de Gestão Ambiental são processos dinâmicos, interativos e participativos para a definição do que se quer de uma Unidade de Conservação, dentro dos limites e diretrizes legais. O zoneamento, os programas de educação ambiental e ecoturismo, a pesquisa e a conservação dos ecossistemas, são estratégias de ação que buscam conciliar conflitos e assegurar sustentabilidade ecológica, econômica e social de uma Unidade de Conservação.

Recursos para o Parque

O Parque Estadual de Ilhabela é uma das Unidades de Conservação que integram o Projeto de Preservação da Mata Atlântica, PPMA. Executado através de uma parceria entre a Secretaria do Meio Ambiente de São Paulo e o banco alemão KFW e inserido no Programa de Conservação Financeira Brasil Alemanha, o projeto está investindo recurso na fiscalização, implantação e consolidação das Unidades de Conservação assim como no apoio aos programas de educação ambiental.

No Parque de Ilhabela, os recursos aplicados na aquisição de veículos e equipamentos, sistemas de comunicação e treinamento de pessoal estão melhorando a qualidade das ações de fiscalização e outras atividades. A elaboração do Plano de Gestão Ambiental para o Parque é uma das principais metas do PPMA.



Principais Atrativos

O Parque Estadual de Ilhabela oferece aos visitantes diversas atividades como caminhada em trilhas de diferentes níveis, subida à pico e mirantes com vistas panorâmicas, observação de fauna e flora, banho em cachoeiras e piscinas naturais, além de dar acesso à comunidades tradicionais caiçaras, que preservam sua rica cultura na arquitetura de suas casas, artesanato, modo de vida e tradições.

Trilhas
(A quilometragem das trilhas considera o percurso de ida e volta)
Trilha do Pico do Baepi
Percurso (ida e volta)7.4 km
Nível: Alto
Atrativos: Mata Atlântica, vista panorâmica, pico de 1.048 metros de altitude
É necessário o acompanhamento de monitor ambiental credenciado e não é recomendada a visita em dias de chuva ou chuva de véspera.
A trilha do Pico do Baepi é uma das mais procuradas por ecoturistas que gostam de caminhadas mais desafiadoras. Antes do primeiro quilômetro, a trilha possui um belo mirante com vista panorâmica do Canal de São Sebastião, de onde se avista o Parque Estadual da Serra do Mar, os municípios de Ilhabela, São Sebastião e Caraguatatuba, além de Ilhas como as do Arquipélago dos Alcatrazes protegidas por Estação Ecológica, ao horizonte. A caminhada inicia em área aberta e logo adentra na Mata Atlântica. A flora e a fauna vão mudando conforme a altitude e o clima do ambiente até chegar ao pico, com 1.048 metros de altitude e uma vista 360 graus da Ilha.
Trilha da Água Branca
Percurso (ida e volta) 4 km
Nível: Baixo
Atrativos: Mata Atlântica, 5 poços, torre de observação
Início na Guarita da Estrada Parque dos CastelhanosA trilha da Água Branca é uma das mais conhecidas do Parque Estadual e inicia na Guarita da Estrada dos Castelhanos. É indicada para todos os tipos de público, desde o visitante menos experiente até aquele acostumado a percorrer trilhas. São 5 poços naturais ideais para banho, (sendo que o primeiro está a cerca de 100 metros do início) e uma torre de observação de aves. O percurso de ida pela trilha e volta pela Estrada de Castelhanos é indicado para a observação de aves, no raiar do dia.
Trilha da Cachoeira da Pancada d’ Água (3 Tombos)
Percurso (ida e volta) 720 metros
Nível: Baixo
Atrativos: Mata Atlântica, 3 quedas d’água
É a trilha mais curta e acessível aberta à visitação.A trilha da Cachoeira da Pancada d´Água é de acesso fácil, pode-se chegar de carro a poucos metros da primeira queda. Fica próxima à Praia da Feiticeira, no sul da Ilha e é chamada de três tombos pois são três as quedas dágua que formam o complexo. Ideal para quem quer caminhar pouco, tomar um banho rápido e mesmo assim ter experiência de caminhar em meio à Mata Atlântica preservada. A região tem grande quantidade e diversidade de aves, para observá-las, procure realizar a visita em momentos menos visitados.
Trilha da Cachoeira do Veloso
Percurso (ida e volta) 2.2 Km
Nível: Médio
Atrativos: Mata Atlântica, Cachoeira do Veloso com queda de mais de 30 metros de altura
Localizada próximo à praia de mesmo nome, a cachoeira do Veloso tem a mais alta queda de todas as cachoeiras da frente da Ilha, com mais de 30 metros de altura. A trilha, inicia em uma área particular (o camping do sítio) mas seu aceso é livre. É um local menos visitado e portanto uma boa opção durante alta temporada para quem busca tranqüilidade. A caminhada na mata é bastante agradável, tem pequenos locais de descanso e dura cerca de 40 minutos até chegar à belíssima queda d´água.
Trilha Bonete
Percurso (ida e volta) 23.4 Km
Nível: Alto
Atrativos: Mata Atlântica, cachoeira da laje, mirante do Bonete, praia do Bonete. A praia é habitada por uma comunidade tradicional caiçara.É recomendado o acompanhamento de monitor ambiental credenciado e não é recomendada a visita em dias de chuva ou chuva de véspera.
A trilha do Bonete é a mais longa de todas as trilhas do PEIb, com 12Km só de ida (o percurso dura de 3:30h à 6:00h, dependendo do ritmo de caminhada, podendo durar mais se o visitante estiver carregando muito peso). Localizada no extremo sul da Ilha, a trilha do Bonete passa por uma das áreas de Mata Atlântica mais preservada e durante o caminho é possível observar diversas espécies de flora e fauna. Passa por belos rios e oferece bons banhos em piscinas naturais e quedas d´água. A trilha é utilizada pela comunidade tradicional do Bonete, já que, além do mar, é o único acesso à zona urbana da Ilha. A comunidade do Bonete possui cerca de 70 famílias caiçaras, que preservam a riqueza de sua cultura tradicional. A praia de areias claras e boas ondas para a prática do surfe é ideal para quem quer traquilidade, contato com a natureza e com a cultura local.
Ao visitar a comunidade do Bonete seja responsável e respeite os moradores locais. O ecoturismo deve gerar benefícios para o turista e para aqueles que o recebem.
Trilha da Cachoeira do Gato
Percurso (ida e volta) 4 Km
Nível: Médio
Atrativos: Mata Atlântica, Cachoeira do Gato. Uma das maiores quedas d’água do Parque Estadual. A praia é habitada por uma comunidade tradicional caiçara.
A trilha da Cachoeira do Gato inicia no canto do Ribeirão, na Praia dos Castelhanos. O percurso, de nível médio, passa do interior da Mata Atlântica preservada, cruza o ribeirão do Gato por uma ponte pênsil até chegar a mais alta cachoeira do Parque Estadual. Durante o caminho é possível observar a flora exuberante e, encontrar animais. O ribeirão do gato, assim como outros corpos d´água da Baía de Castelhanos, abastece as casas da comunidade. Por isso, tenha cuidado e pratique os princípios de mínimo impacto, ajudando a preservar a biodiversidade e também a qualidade de vida das populações de Ilhabela. 
Trilha da Cachoeira da Friagem
Percurso: 2,4 km (ida e volta)
Nível: Médio
Atrativos: A trilha da Cachoeira da Friagem, localizada na região da praia da Siriúba, é o único atrativo oficial do Parque na região norte de Ilhabela. Ao longo da trilha é possível desfrutar de uma vista incrível do Canal de São Sebastião e da paisagem montanhosa, além de avistar a parte da Serra do Mar. No início da trilha, em meio a Mata Atlântica, é possível observar várias espécies tanto de fauna como de flora, como os teiús e o pau-brasil. Continuando a caminhada, podemos notar os diferentes estágios de vegetação, entrando em uma área de sapezal em que é possível ter uma belíssima vista da paisagem de entorno.  Chegando próximo a área da cachoeira é possível perceber a regeneração da Mata Atlântica.  A Cachoeira da Friagem possui queda d’água de 25 metros de altura, porém é preciso tomar muito cuidado ao andar sobre as pedras que são escorregadias.
Estrada Parque de Castelhanos
Percurso (ida e volta) 34 Km
Nível: Alto
Atrativos: Mata Atlântica, mirante dos Castelhanos, praia dos Castelhanos. A praia é habitada por uma comunidade tradicional caiçara
A Estrada Parque dos Castelhanos liga a zona urbana de Ilhabela com a comunidade da praia dos Castelhanos. São 17 Km de terra no interior do Parque Estadual, que cruzam alguns dos pontos de maior fragilidade ambiental e biodiversidade da Ilha. A estrada passa pelo interior da Mata Atlântica e por um mirante com vista para a baía. Pode ser feita a pé, de bicicleta, a cavalo ou em veículo. Para melhor desfrutar do passeio a Castelhanos, evite a alta temporada em que o tempo é muito chuvoso e as taxas de visitação são altas. Informe-se sobre a operação da estrada ao planejar sua viagem.
Outros Atrativos de Interesse
Centro de interpretação ambiental localizado no prédio histórico que abrigou a antiga cadeia e o fórum da cidade, restaurado no âmbito do Projeto de Desenvolvimento do Ecoturismo (BID/SMA)

  • Fonte: http://www.ambiente.sp.gov.br
espace

Qual é a sua praia?

Ilha das Cabras
Praia da Armação
Praia da Feiticeira
Praia da Fome
Praia da Pacuíba
Praia de Castelhanos
Praia de Santa Tereza
Praia do Bonete
Praia do Curral
Praia do Eustáquio
Praia do Itaguaçu
Praia do Itaquanduba
Praia do Jabaquara
Praia do Julião
Praia do Perequê
Praia do Portinho
Praia do Sino
Praia do Veloso
Praia do Viana
Praia Engenho D'água
Praia Grande
Praia Saco da Capela
praias de ilhabela
previsão do tempo balsa ilhabela
logo-ilhabela


GUIA HOSPEDAGEM E TURISMO DE ILHABELA.
MEIOS, MAPAS, TRILHAS, INFORMAÇÕES E NOTÍCIAS.     

+55 12 3896 2977  webmaster@ilhabela.com.br 
Av. Princesa Isabel, 1101 Perequê Ilhabela . SP

FacebookTwitterGoogle Bookmarks

WWW.ILHABELA.COM.BR
www.facebook.com/ilhabela