21
Nov
2017

Mostra de xilogravura de Laís Helena

20
julho, 2013
Notícias
462
visualizações
Ampliar
14
Ampliar!
Imprimir!
Opções do post
index11

Lalá, como é chamada pelos amigos, “abre a tinta” e demonstra a milenar técnica de impressão

A xilogravadora Laís Helena abre as portas e janelas da Secretaria de Cultura e faz sua estréia apresentando talento, criatividade e lindas obras !
601854 10200351428441814 304550833 nMorar em uma ilha, bate um desespero de vez em quando. Será que só os “piratas” conseguem apresentar um evento interessante?

A estréia de Lais, me fez rever esta angústia. Noite fria, reuni alguns amigos e fomos prestigiar a artista.

Nas paredes obras lindas, bem acabadas, bem emolduradas, bem iluminadas (ufa, que alívio).

Os convidados-amigos, artistas locais, somente eles e sempre eles, mantém acesa esta sempre esperançosa chama, que conhecemos como arte.

Visitamos a exposição com muitas obras, destaque para este Santo Guerreiro ao lado, os Kins da coleção Calendario Lunar, a Praça da Mangueira, e um São Benedito delicado e sofisticado.

De surpresa, o trio MP3 Jazz, apresenta um pocket show feliz, parecido com o ambiente musicando com estilo e mais talento, o que Lais nos apresentava.

Há calor em Ilhabela. E da melhor qualidade.

– “Vendeu tudo”, ouvi de alguém, quando estávamos saindo. Outra aula de Lais. Suas obras tem custo acessível, e valor inestimável. O santo dela é guerreiro!

 

Rossane Costa

especial para o ilhabela.com.br

alex

Imprimindo e testando a técnica

mp3

MP3 ao vivo

 

 

 

 

 

 

 

lala1

Lais Helena, xilógrafa

A artista estudou xilogravura em 2001 na EBA-UFRJ (Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro) com Marcos Varela e Adir Botelho. Ministrou oficina da técnica em 2011 em Ilhabela através da FUNARTE (Fundação Nacional de Artes), e em 2012 pela FUNDACI (Fundação Arte e Cultura de Ilhabela).

Participou de coletivas em Ilhabela, Uberlândia, Taubaté e Buenos Aires, abre sua primeira individual no dia de seu aniversário de 33 anos, na cidade que escolheu para viver, e tem convites para levar esta exposição para São Paulo e Brasília ainda este ano. 

“Gosto do caráter artesanal da xilo, seus processos, e o mundo de possibilidades que ela nos oferece. Nesta exposição exibo um pouco da minha investigação estética nestes desdobramentos da gravura em relevo, suas diferentes aplicações, transitando entre o artesanato e a arte. A xilo é muito cativante, gostosa de praticar, tenciono com esta exposição promover a técnica e instigar novos gravadores a experimentá-la” diz Laís.

xilogravura-convite A exposição estará aberta à visitação de segunda a quinta de 9 às 18hs, sexta de 9 às 22hs e sábado e domingo das 14 às 22hs, na Secretaria da Cultura, avenida Dr. Carvalho, 80, na Vila.

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar.

aqui da pra colocar mais informações