Como o Bonete, em Ilhabela, se transformou com a energia solar
16
Aug
2017

A transformação do Bonete com a energia solar

06
dezembro, 2016
Dicas
1083
visualizações
Ampliar
14
Ampliar!
Imprimir!
Opções do post

Moradores do Bonete, esse paraíso isolado em Ilhabela, agora têm geladeira o dia todo, televisão e até ventilador. Tudo isso graças à energia solar.

Por Alessandra Stefani

Imagine precisar salgar a carne pra que ela não estrague por falta de geladeira. Ou ter que ir tateando a parede para chegar ao banheiro à noite, já que a lâmpada não acende. Ou, então, não dar conta de dormir em madrugada quente por não ter ventilador. Coisas de séculos passados? Não para os moradores do Bonete, que até pouco tempo atrás sentiam tudo isso na pele. Sim, faz só cerca de 4 meses que a comunidade foi equipada com placas de energia solar. É como se o século XXI tivesse finalmente chegado lá.

A instalação das placas solares custou 5 milhões de reais (Imagem: Divulgação/Elektro)

A instalação das placas solares custou 5 milhões de reais (Imagem: Divulgação/Elektro)

E por “lá” entenda um lugar desses de filme de praia deserta, um paraíso verde onde o rio corre junto ao mar. Um refúgio no sul de Ilhabela escondido de tudo, onde só se chega de barco ou por uma trilha de 3 a 4 horas de caminhada (dependendo do seu pique). Com todo esse isolamento, quem está no Bonete pode até ter a sensação de que voltou no tempo. Mas aí é só olhar pra cima que os painéis solares, novinhos em folha, dão o ar de modernidade.

Placa solar no Bonete (Imagem: Divulgação/Associação Bonete Sempre)

Placa solar no Bonete
(Imagem: Divulgação/Associação Bonete Sempre)

Mas na era “pré-moderna” por assim dizer, a galera vivia no escuro? Não totalmente. Hidrelétrica até tem lá, só que ela foi feita para 60 casas sem geladeira e isso uns 16 anos atrás, explica André Queiróz, presidente da Associação Bonete Sempre. A população cresceu e agora, com 240 pessoas vivendo no Bonete, o sistema não dá conta, a energia oscila e equipamentos vão pro beleléu. E gerador? Tem, sim senhor. Mas o preço é como o mar, bem salgado: em média, são gastos 800, 900 reais no mês pra manter um a diesel, diz Flávio Antônio de Souza, morador do Bonete há 33 anos.

Praia do Bonete em Ilhabela (Imagem: Wikimedia Commons/Thiago Sieiro Cunha)

Praia do Bonete em Ilhabela
(Imagem: Wikimedia Commons/Thiago Sieiro Cunha)

A energia solar caiu do céu. Mas não foi de um dia pra outro, não. O pessoal da associação teve que lutar por anos junto com o Ministério Público pra ir atrás da tecnologia. Foi pelo Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Energia Elétrica (Luz para Todos), do Governo Federal, que eles conseguiram a instalação de placas solares. A manutenção fica por conta da concessionária de energia Elektro e as famílias pagam R$38,50 por mês pelo serviço.

Placas solares em casas no Bonete (Imagem: Arquivo Pessoal/Taxi Bonete)

Placas solares em casas no Bonete
(Imagem: Arquivo Pessoal/Taxi Bonete)

Agora os moradores estão no paraíso (não que eles já não morassem em um, né). “Dá para assistir à TV, ligar o ventilador no calor”, comemora Flávio. Também não se perde mais alimento por falta de conservação. Só coisas de alto consumo como chuveiro e microondas que não funcionam com as placas solares. Mas o aquecedor a gás garante o banho quentinho.

Ventilador (Imagem: Flickr/haru__q)

Ventilador
(Imagem: Flickr/haru__q)

Mesmo assim, a mudança no dia a dia de muita gente foi da água para o vinho. E vale lembrar que ainda tem o gerador e a hidrelétrica (que, sim, precisa de uma reforma) como plano B (afinal, como faz quando só chove?). Hoje, tudo funciona melhor: as casas, os restaurantes, as pousadas de lá. Bom para os moradores, turistas e até pra natureza. Vai dizer que uma energia ecológica, menos agressiva ao meio ambiente, não tem a cara de um lugar tão preservado como o Bonete?

Um dos 180 sistemas de painéis solares no Bonete (Imagem: Divulgação/Elektro)

Um dos 180 sistemas de painéis solares no Bonete
(Imagem: Divulgação/Elektro)

Agora o desafio é fazer com que o progresso sustentável chegue mais longe. André conta que com a ajuda da Associação Amor Castelhanos, já foi batido o martelo pra garantir energia solar pra toda Baía de Castelhanos, que inclui as praias de Castelhanos, Mansa, Vermelha, da Figueira e Saco do Sombrio.

Reunião para expandir a energia solar (Imagem: Divulgação/Associação Bonete Sempre)

Reunião para expandir a energia solar
(Imagem: Divulgação/Associação Bonete Sempre)

O pessoal das praias da Fome, do Saco do Eustáquio e da Guanxuma é o próximo na fila, o pedido também já foi feito. A previsão da Elektro é de que o sistema esteja instalado nessas áreas no ano que vem.

Praia da Fome - Ilhabela (Imagem: Wikimedia Commons/Priscila Mayumi de Souza)

Praia da Fome – Ilhabela
(Imagem: Wikimedia Commons/Priscila Mayumi de Souza)

É a modernidade chegando onde o tempo parece ter parado. É a energia solar sendo a luz, não só no fim do túnel, mas numa vila inteira.

Quer saber mais sobre esse lugar incrível que é o Bonete? Veja outra matéria sobre a comunidade caiçara aqui.

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar.

aqui da pra colocar mais informações